English Portuguese Spanish Rua James Stolz, 203 - São Paulo - SP 11 2100-2222

Tudo sobre limpadores de para-brisa (palheta)

Nossas Noticias

Tudo sobre limpadores de para-brisa (palheta)

quarta-feira, Agosto 19, 2015

Você sabia que todo carro tem o “anjo da chuva” para proteger os motoristas? É a palheta do limpador de para-brisa. Esse acessório é muitas vezes preterido em atenção para com outras peças, mas é obrigatório por lei.

Entender o funcionamento desse item é simples. Quando há água acumulada no vidro, ocorre a formação de uma película que amplia a luminosidade do farol dos carros que cruzam com você. Quanto mais água estiver acumulada, pior fica a visibilidade e maior o risco de acidentes.

Confira também como evitar uma multa e perder pontos na CNH por conta do limpador.

Item de segurança e risco de multa

O limpador do para-brisa está na lista dos 10 itens obrigatórios em um veículo para manter a segurança no trânsito. Os outros são luzes, freio de estacionamento, ferramentas para troca de pneus, estepe, espelhos, buzina, extintor de incêndio, cintos e pneus em dia. O mau funcionamento ou a ausência desses itens gera multa e pontuação na carteira do condutor.

Estar com uma palheta ruim ou sem funcionamento rende multa de R$ 127,69, é falta grave e dá 5 pontos na CNH, conforme determina o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Inclusive, mesmo que seu limpador estiver funcionando, mas você não o ligar durante a chuva corre o risco de ser multado.

Um acessório, vários modelos

As palhetas podem ter lâmina de borracha ou silicone e variam de acordo com o modelo do carro. Os preços vão de R$ 10 a R$ 35. No geral, o acessório feito de borracha sofre mais com a incidência do sol e do contato com produtos químicos e são mais baratas.

Os acessórios de silicone eram antes usados apenas em carros de luxo. Atualmente, o mercado de reposição tem essas peças a preços mais acessíveis. No geral, elas tem durabilidade maior, tendem a limpar o vidro mais eficientemente porque são mais moles e se moldam ao para-brisa, além de não riscar o vidro.

Ainda há diferença no tamanho, ter uma ou duas lâminas (dupla) e no tipo de encaixe. Por isso, antes de comprar uma nova verifique esses detalhes. No geral, os modelos universais têm incluso diferentes adaptadores para o encaixe.

Quando é hora de trocar?

Uma das peças de maior durabilidade no veículo, o limpador do para-brisa tem vida útil média de um ano. Mas a verdade é que muitos motoristas não ligam muito para esse item. Os sintomas que demonstram que é hora de trocar seu “anjo da chuva” são:

  • O limpador deixa riscos ou faixas no vidro;
  • Mesmo com a palheta funcionando, o vidro fica embaçado e uma névoa é criada;
  • Há falhas na limpeza da água;
  • As lâminas da palheta estão quebradiças ou tortas;
  • Há trepidação e barulho no funcionamento.

Contribuindo para o limpador funcionar melhor

Manter o reservatório de água do limpador com a solução de água e limpa para-brisa é um passo fundamental. O uso de sabão ou detergente não específico com a água só faz deteriorar a borracha da palheta antes do tempo. Se o para-brisa estiver limpo isso também aumenta a produtividade do seu limpador. Passar um pano úmido com água nas palhetas depois do uso também ajuda a eliminar sujeiras que diminuem sua vida útil.

Conheça a história da palheta

O “anjo da chuva” caiu nos carros depois de ser criado para o uso em bondes. A norte-americana Mary Anderson patentou a palheta em 1905. A invenção surgiu por volta de 1903, depois que Anderson notou como o motorista de um bonde em Nova Iorque (Estados Unidos) parava várias vezes para remover a neve do vidro da frente. Ela, então, idealizou uma lâmina de borracha presa a um braço metálico que era movimentado por uma haste.

O também norte-americano Henry Ford percebeu a revolução em praticidade daquela invenção e em 1908 instalou o acessório no modelo T, que foi o carro popular da Ford para a classe média norte-americana. Os Estados Unidos passou a ver todos os carros com limpador oito anos depois.

Agora que você aprendeu tudo sobre o limpador do para-brisa ficou mais fácil evitar imprevistos desagradáveis na hora de dirigir na chuva, além de entender mais na hora de escolher e comprar o acessório certo.

Já passou por situações difíceis dirigindo na chuva? Compartilhe suas histórias nos comentários! E talvez seja legal conhecer mais sobre itens que te ajudam a dirigir nessas condições, como a calha de chuva.


Solicite um orçamento